Uma receita sazonal que reúne harmoniosamente muitos sabores, ricos e sutis

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br

[ad_1]

Há muitos anos li um comentário do ator Kabir Bedi que dizia que a poesia de Dylan Thomas era como comer um bolo de Natal, um doce que mistura uma melodia de sabores. Achei que essa era uma descrição adequada tanto do poeta quanto do bolo.

A época do Natal – ou ‘Borro Din’, ‘Grandes Dias’ como eram chamados – era uma época de cartas vermelhas no meio eclético do que era Calcutá, onde cresci e que celebrava todos os festivais com igual entusiasmo, um entusiasmo que foi compartilhado por seguidores de todas as religiões, incluindo aqueles que subscreveram a religião ateísta do comunismo.

Uma das atrações da época natalina que reunia todos esses grupos díspares era um gosto comum, equivalente à devoção, ao bolo de Natal.

A partir da primeira semana de dezembro, as estreitas vielas do Novo Mercado – já com mais de 110 anos – estariam apinhadas de fregueses comprando o sortimento de ingredientes que serviram para a confecção da iguaria: Doces frutas cristalizadas, nozes, passas, sultanas, manteiga tão dourada e comovente como o sol de inverno e especiarias atraentes como segredos sussurrados.

Aqueles que não podiam fazer seus próprios bolos os trouxeram da Nahoum’s, uma confeitaria judaica que ainda se especializa em fazer bolos de aniversário para o Salvador cristão.

Um entusiasta chef caseiro, Bunny faria o que eu pensei serem os melhores bolos de Natal da cidade. Ela até fez uma versão especial sem ovo para minha mãe, uma sudh shakahari hindu, que não comia cebola ou alho, mas que gostava do preparo especial até a última migalha. Afinal, o bolo de Natal foi, e é, uma prasada ecumênica para todos.

Leia Também  Momento Latino Moments: Alexandria Ocasio-Cortez se torna a mulher mais jovem eleita para o Congresso

Depois que nos mudamos para Delhi, agendas de trabalho agitadas impediram Bunny de fazer o nosso próprio bolo demorado. Mas aquele que recebemos de nosso amigo Crescentia permanece como um substituto mais agradável, evocando memórias do passado de Yuletides e perspectivas daqueles que virão.

E ao saborearmos a sua harmonia de muitos sabores, sabemos mais uma vez que o sabor do Natal é o sabor da própria vida.

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br


Linkedin


aviso Legal

Este artigo pretende trazer um sorriso ao seu rosto. Qualquer conexão com eventos e personagens da vida real é coincidência.



FIM DO ARTIGO

[ad_2]

cupom com desconto - o melhor site de cupom de desconto cupomcomdesconto.com.br